menu

A Igreja Brasileira e a idolatria a alguns de seus pastores

 

Para tristeza nossa, alguns dos pastores tupiniquins foram transformados em um tipo de bezerro de Ouro cuja idolatria é notória.

O meu amigo Mário Freitas que é pastor e coordenador da Missão M.A.I.S numa linda pregação na Igreja Batista da Lagoinha afirmou que a igreja brasileira idolatra pastores e heróis.

Pois é, infelizmente a Igreja brasileira é composta de gente que quando o seu pastor preferido não está no culto, vira as costas e volta pra casa. Outro dia eu soube de uma irmã que quando descobriu que o pastor titular da sua igreja não estaria no culto, afirmou que preferia ficar em casa do que ouvir o pastor auxiliar.
Um pastor amigo, enquanto viajava em uma viagem missionária compartilhou comigo a sua decepção  com a  sua igreja local dizendo: “Renato, toda vez que eu viajo é um problema, parte dos membros desaparecem do culto.”
Prezado amigo, confesso que fico assustado com a idolatria evangélica! Sinceramente diante do que vejo sou levado a crer que alguns dos evangélicos estão com o foco errado. Ora, vamos combinar uma coisa? Ninguém deveria ser mais importante do que o Senhor não é verdade? Todavia, parece que parte da Igreja Brasileira idolatra seus pastores.
Pois é, diante disto manifesto a minha preocupação com o rumo da igreja evangélica brasileira. Lamentavelmente parte dos evangélicos está acreditando num evangelho absolutamente diferente do pregado por Jesus e pelos apóstolos.
Para tristeza nossa,  alguns dos pastores tupiniquins  foram transformados em um tipo de bezerro de Ouro cuja idolatria é notória.
Diante do exposto, resta-nos chorar diante do Senhor pedindo a ele que nos perdoe os pecados e mude definitivamente os rumos da Igreja de Cristo
Pense nisso!
– Renato Vargens
Fonte: Guiame
Go to top