menu

Templo-Salomao-IURD-VG

As regras do Templo de Salomão

 
A Igreja Universal do Reino de Deus divulgou um manual de etiqueta para quem quiser conhecer o Templo de Salomão, “o lugar que Deus escolheu para habitar”.

Entrar lá exige “dresscode”.

Nada de boné, camisa sem manga ou de time, roupa com mensagem política ou comercial, chinelo, bermuda, decote, minissaia e óculos escuros.

“Se você fosse se encontrar com o próprio Deus, na casa dele, como se vestiria?”, pergunta o bispo Renato Cardoso ao som de música clássica, em vídeo divulgado na terça (15) no blog de Edir Macedo, líder da Universal. “Vista-se como se fosse se encontrar socialmente com uma pessoa muito importante.”

Macedo designou Cardoso, seu genro, para ditar as regras de acesso à obra, que replica o templo bíblico destruído duas vezes em Jerusalém. Caberão até 10 mil pessoas na versão erguida no Brás, em São Paulo.

Entrar lá não é para qualquer um.

O templo visto de cima (Antonio Miotto/Fotoarena/Folhapress)

De Jerusalém ao Brás: a “xerox” do Templo de Salomão (Antonio Miotto/Fotoarena/Folhapress)

Após inaugurado, o templo se fechará por um tempo a visitantes sem credencial —segundo pastores, até 2015.

Antes disso, ou você é convidado ou participa de uma caravana organizada pela Universal. Há ingressos à venda nas igrejas —sair de ônibus do centro custa R$ 45. O lote de agosto está quase esgotado.

Entrar lá tem preço. Mas nenhuma “selfie” para contar a história.

O bispo Cardoso afirma que, por ser sagrado, o santuário não pode ser filmado nem fotografado. Todos estarão sujeitos a revista, feita por uma guarda privada e com detectores de metal. Será barrado no baile quem levar smartphones, tablets etc.

Nenhum Instagram será ferido durante a realização deste culto: haverá fotógrafos à disposição para clicar fiéis do lado de fora. O retrato poderá ser baixado na internet.

A presidente Dilma está entre os convidados para uma cerimônia de abertura em 31 de julho. Autoridades, segundo a Universal, também foram orientadas a não levar celular.

A estreia do templo será no sábado (19), para líderes religiosos. Seguidores poderão assistir à reunião por videoconferência, exibida em várias Universais.

Na mesma data, chega ao fim o “Jejum de Jesus”, iniciado a dois dias da Copa. A igreja propôs que fiéis abstraíssem por 40 dias de “rádio, televisão, distrações”.

Em junho, o blog de Macedo reproduziu texto que dizia: “Na Copa, ganham os jogadores. No Jejum, ganha VOCÊ. Para assistir à Copa tem que pagar. O Jejum é GRÁTIS”.

POR ANNAVIRGINIA

Folha de S.Paulo

Go to top