menu

Pastor da Bola de Neve fala sobre sua vida no Encontro com Fátima

 

Com um perfil descontraído, o pastor Felipe Martins, da Igreja Bola de Neve do Rio de Janeiro, participou de uma reportagem do programa Encontro com Fátima, para mostrar seu trabalho com o ministério, seu dia-dia e os estereótipos em torno dos evangélicos.

Praticante de kitesurf, esporte radical de prancha movido por uma pipa gigante, o Pr. Martins destacou que está ciente de que leva uma vida diferente aliada ao esporte, mas ainda tem dúvidas se pode ser apontado como “moderno”.

“Se eu sou pastor moderno? Eu não sei. Talvez sim, né. Porque eu não sei quantos pastores praticam kitesurf. Ainda não conheci. Mas eu tenho incentivado as pessoas a praticar, que é um esporte maravilhoso”, afirmou o pastor.

Na sequência, ele não descarta que há um pré-julgamento das pessoas sobre seu jeito de ser e também conta que costumam ficar surpresos quando revela sua posição na igreja, sem perceber que são particularidades que necessitam de um conhecimento distinto para sentenciar algo.

“Quando algumas pessoas me conhecem e eu me apresento como pastor, elas logo perguntam ‘Como assim? Pastor? Mas jovem, assim com essa roupa, de bermuda?’. As pessoas têm um certo preconceito de achar que principalmente um pastor tem que andar formal, sempre bem arrumadinho. (…) Pecado não tá na roupa que você tá usando, mas tá naquilo que você está alimentando em sua mente”, declarou ele.

Ao contar um pouco de sua história, o pastor revelou sobre a vida que levava na época de faculdade, quando saía muito durante à noite, e sobre como a conversão espiritual através da igreja o fez se recuperar de uma depressão e a dor de um fim de relacionamento.

“Eu fui pra igreja, eu me converti, eu tava passando por um problema de depressão, uma dificuldade por causa de um fim de relacionamento. Mas a minha vida, a partir daquele momento, ela foi transformada completamente. Hoje eu sou apaixonado por Cristo”, testemunhou o pastor.

Por fim ele destaca o modo errado como as pessoas enxergam os evangélicos, como “coitados”, e contesta ao determinar que o povo evangélico é “normal”.

“A maioria das pessoas vê os evangélicos como alguém desesperado, como pessoas coitadas. Na verdade, não é isso. Nem todo mundo vem pela dor, pra Cristo. Mas as pessoas vêm por amor também. Então o evangélico é um povo normal, que ama a Cristo e que se apaixona por Deus.”

A Igreja Bola de Neve ministrada pelo Pr. Felipe Martins possui uma proposta inusitada de evangelização, com base em um formato voltado para os jovens, praticantes de esportes radicais e música pop ou rock.

Fonte: The Christian Post

Go to top